Busca

Notícias

Início » Notícias » Sectet realiza “Diálogos da Inovação” sobre governança territorial
conteúdo principal

Sectet realiza “Diálogos da Inovação” sobre governança territorial

21/12/2018

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) realizou, na manhã desta nesta sexta-feira (21), mais uma edição dos “Diálogos da Inovação”. O tema abordado, desta vez, foi "Governança territorial e desenvolvimento local".  O evento ocorreu no Espaço Empreendedor do Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá).

O diretor de ciência e tecnologia da Sectet, Marco Antônio Lima, explicou que o objetivo do evento foi levar para a equipe da Sectet e os parceiros da Organização Social BioTec-Amazônia, que gere o Programa BioPará, e da Fundação Guamá, que dirige o PCT Guamá, conceitos fundamentais conceitos sobre o mecanismo de governança territorial, que são articulações institucionais, de redes, de atores e agentes territoriais, por meios das quais se pode aproveitar o potencial do território na formulação e implementação de políticas de desenvolvimento.

“Na medida em que a Sectet tem como uma de suas atividades principais incentivar a geração de inovações tecnológicos, onde você direciona os resultados das pesquisas científicas para a geração de inovações nos processos sociais e produtivos e essas inovações precisam tanto atender à demandas dos territórios como aproveitar o potencial desses territórios para gerar desenvolvimento. Dessa forma, entendemos que é importante que a Sectet e os parceiros próximos entendam o assunto e dominem para que possam aplicar em suas atividades”, frisou o diretor.

A programação do evento foi composta por uma palestra do professor e pesquisador PhD em Estudos do Desenvolvimento, Mário Vasconcellos, o qual abordou os conceitos de governança e território.

“Nós temos um movimento global de desenvolvimento que chega no local e vai desestruturando a identidade e as estruturas locais mas, ao mesmo tempo, os locais reagem aos movimentos globais fazendo proposições endógenas, então a perspectiva da governança territorial é trazer possibilidade de desenvolvimento a partir do território local, a partir do que ele define como prioridade e não se subordina necessariamente aos movimentos globais, embora não possa deixar de se relacionar”, ressaltou.

Em seguida o engenheiro de pesca, especialista em gestão de ciência e tecnologia, e servidor da Sectet, Edivanildo Camarão, apresentou a pesquisa que desenvolveu a respeito do Arranjo produtivo Local de pesca e aquicultura no município de Bragança. Por sua vez, o diretor de ciência e tecnologia da Sectet, Marco Antônio Lima, destacou um caso de sucesso do Grupo de Gestão Integrada de Desenvolvimento Regional Sustentável de Santarém.

Texto: Fernanda Graim ( Ascom/Sectet)