Busca

Notícias

conteúdo principal

Projeto Mapas Digitais pesquisa dados e informações no bairro do Guamá, em Belém

16/09/2021

A iniciativa do governo do Estado, dentro do TerPaz, quer contribuir para a melhor definição de políticas públicas locais a partir dos dados coletados

A riqueza de possibilidades do uso do “TerPaz Maps” foi logo percebida por Alexandro Santos, morador do bairro do Guamá, onde o aplicativo do projeto “Mapas Digitais” foi apresentado em reunião com líderes comunitários na tarde desta quarta-feira (15).

“Temos que aproveitar ao máximo essa ferramenta que apresenta muitas possibilidades de uso. Esse é um projeto de grande valia tanto para nós moradores quanto para a administração pública”, constatou Alexandro.

O projeto “Mapas Digitais” é realizado pelo governo do Estado nos bairros atendidos pelo Programa Territórios pela Paz (TerPaz). Desenvolvido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), em parceria com a Faculdade de Tecnologia em Geoprocessamento da Universidade Federal do Pará (UFPA), o “Mapas Digitais” faz o levantamento de logradouros públicos e privados dos bairros e os reúne no aplicativo Terra Maps, que estará disponível para smartphones com sistema Androide logo após o seu lançamento, previsto para a primeira quinzena de outubro. 

"Durante o período mais intenso da pandemia nossa equipe fez o levantamento remoto dos principais logradouros do bairro utilizando informações de satélites. Agora, vamos confirmar essas informações quadra a quadra", disse aos presentes à reunião, o coordenador do projeto, Paulo Melo, no encontro realizada no Espaço Cultural Nossa Biblioteca.

As 199 quadras do Guamá serão percorridas pela equipe do projeto esta semana, contando com o apoio das lideranças do bairro.

Economia popular – Paulo Melo destacou que ao realizar o levantamento em outros dos bairros do TerPaz verificou-se a força da economia popular nos territórios com destaque para os pequenos comércios e oferta de serviços.

“Vimos o peso que tem a economia popular nesses bairros e decidimos estreitar a comunicação com esses empreendedores criando um canal para que possam acrescentar informações sobre suas vendas e prestação de serviços”, ressaltou o coordenador. Paulo explicou que informações como horário de atendimento e serviços de entrega poderão ser acrescentadas ao aplicativo.

Além do fortalecimento da economia popular nos bairros, as informações disponíveis no aplicativo poderão ser utilizadas para a elaboração e definição de políticas mais assertivas por parte do poder público. 

No “TerPaz Mapas” poderão ser encontrados os grandes empreendimentos empresariais implantados nos bairros assim como os comércios populares como vendas de açaí, frango assado, chope, salões de beleza, oficinas, entre outros. Além disso, estarão disponíveis informações como condições de pavimentação das vias, paradas de ônibus, existência de terrenos baldios, descarte irregular de lixo.

Investimento assertivo - O morador Alexandro Santos destacou que as informações do aplicativo podem ser utilizadas tanto por visitantes quanto pelos moradores e poder público. “Como as informações do aplicativo são constatadas de forma fidedigna pelas equipes que andam em cada quadra dos bairros, o poder público poderá utilizá-las para formatar políticas e atuar de forma mais intensa e eficaz”, observou o morador.

Ele destacou ainda que as pessoas que tiverem intenção de abrir um pequeno negócio poderão verificar que tipo de investimento pode ser feito em determinada quadra do bairro onde mora. “O aplicativo tem uma riqueza de informações que poderão ser usadas para diversas finalidades”, concluiu Alexandro. 

Texto: Jeniffer Galvão (SECTET)
Fotos: Priscila Castro